Laser terapêutico na odontologia

* Por Dra. Clarice Pillon – Cirurgiã Dentista CRO 13385

A foto, fala de todas as indicações clínicas, agora quero explicar como ele age! Ele é um laser de baixa intensidade, com os dois comprimentos de onda- O vermelho (660nm), e o infra-vermelho (808nm). Seu mecanismo de ação basicamente é atuando na analgesia- então ele melhora a dor tanto aguda quanto crônica, tanto de tecido mole quanto de músculo ou osso. Age também na reparação tecidual (promovendo bioestimulacao), diminuição da inflamação e do edema, e redução antimicrobiana.

  A terapia fotônica é indolor, rápida, prática, comprovada cientificamente, possui registro da ANVISA, e é utilizada tanto dentro da cavidade oral quanto na face. A absorção da luz é feita por fotoreceptores, que apresentam capacidade de absorver a luz (cromóforos). A ação da luz vermelha visível e da infravermelha invisível gera mecanismos primários e secundários, gerando reações analgésicas, anti-inflamatórias e antiedematosas.
  A foto recepção da luz, resultará na amplificação do estímulo gerando aumento dos íons cálcio no citoplasma e aceleração na duplicação de DNA e replicação de RNA no núcleo celular. Com tudo isso, gera fisiologicamente, toda aceleração da cura e melhoria do organismo, somente com a luz laser.
Não estou falando de remédios aqui!
Mas também não estou dizendo que não se precisa mais tomá-los! Somente que o laser é uma valiosa e maravilhosa terapia natural de reparação para inúmeras doenças, que a maioria desconhece!